Portal da Cidade São João Del Rei

RESSOCIALIZAÇÃO

Preso de São João del-Rei vence 3ª etapa do Festival da Canção - Prisional

O belo Teatro Paschoal Carlos Magno de Juiz de Fora foi palco para a apresentação da 3ª etapa Zona da Mata.

Postado em 11/07/2019 às 15:20 |

Como prêmio, Alexsander ganhou um violão e a gravação de seu single em um estúdio profissional. (Foto: Dirceu Aurélio - Agência Minas)

 Foi realizada na última quarta-feira, no Teatro Paschoal Carlos Magno em Juiz de Fora, a terceira etapa do Festival da Canção Prisional (Festipri 2019), com discursos e letras das canções infladas de emoção, os participantes do Festival buscaram mostrar ao público presente um pouco da realidade da prisão, seus arrependimentos e sonhos.

A apresentação vencedora foi do preso Alexsander José do Nascimento, que no piano trouxe a música de sua autoria "Tudo Novo Se Fará", que fala sobre a importância de acreditar em novos recomeços; o vencedor cumpre pena no Presídio de São João Del Rei.

Alexsander ganhou como prêmio da etapa, um violão e a gravação de seu single em um estúdio profissional. No discurso, ele agradeceu ao juiz da comarca e a todos os profissionais da sua unidade prisional que fizeram possível sua participação. “Quando fui preso, foi perto do Festipri do ano passado, e eu vi na TV o vencedor e me perguntei naquele momento se um dia eu poderia participar e tocar piano em uma competição dessa. E dentro do meu coração eu desacreditei, achei que estava sonhando alto, mas olha onde Deus me trouxe, olha o que Ele fez. Não importa o tamanho do seu sonho, nunca deixe de sonhar”, disse emocionado o campeão da etapa Zona da Mata.


Festipri

O festival, que busca a ressocialização por meio da música, nasceu em 2006 com o nome Festival Da Canção Penitenciária (Festipen) e envolvia presos da região metropolitana de Belo Horizonte. Em 2015, a competição passou a ser denominado Festival da Canção Prisional (Festipri) e em 2017 o projeto foi expandido para todas as regiões do estado. O evento tem como objetivo favorecer o processo de ressocialização dos indivíduos privados de liberdade através da musicalidade, além de incentivar e revelar talentos musicais dentro do Sistema Prisional.

Etapas

Cerca de 350 presos de 50 unidades prisionais administradas pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e Apac’s estão participando das seis etapas do Festipri 2019: Sul de Minas, Triângulo, Norte, Zona da Mata, Vale do Rio Doce e Região Metropolitana de Belo Horizonte. As próximas etapas serão realizadas até o final de agosto em datas a serem divulgadas.


Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas